Funarte: oficinas artísticas gratuitas - Santa Tereza Tem
Logo

Funarte: oficinas artísticas gratuitas

Entre os meses de outubro e dezembro, a Funarte MG realiza, em Belo Horizonte, o Programa Funarte Aberta com oficinas artísticas gratuitas para diferentes faixas etárias.

O objetivo é incentivar a vivência e a experiência junto às artes. A capacitação artística também é uma das metas a serem alcançadas pelo projeto, com uma oficina direcionada somente a atores profissionais.

As inscrições são exclusivamente pela internet, até o dia 27 de setembro, neste link. As vagas são limitadas. A relação de selecionados será publicada no portal da Funarte até o dia 3 de outubro de 2019.

Funarte MG – Foto:Facebook

As oficinas

No programa estão cinco oficinas: Iniciação ao Circo, Danças Urbanas, Iniciação ao Canto, Dança de Salão e Interpretação para a Câmera.

A oficina Iniciação ao Circo é voltada para o público infantil. São duas turmas de até 15 crianças entre 6 e 14 anos. As aulas são sempre aos domingos, de 6 de outubro a 8 de dezembro.

Para os jovens, a partir dos 13 anos, a oficina Danças Urbanas disponibiliza 30 vagas. As aulas são às segundas e terças, de 8 de outubro a 19 de novembro. 

Iniciação ao Canto é indicada para aqueles que têm interesse na área, mas não possuem conhecimento técnico. A oficina será realizada de 8 de outubro a 10 de dezembro, às terças-feiras, e são 15 as vagas oferecidas.

Para pessoas com 60 anos ou mais, a oficina Dança de Salão conta com duas turmas, com 20 vagas em cada uma delas.

No eixo de capacitação artística, o projeto Funarte Aberta oferece a oficina Interpretação para a Câmera, que tem como público-alvo atores profissionais. São 15 vagas e as aulas, sempre às terças-feiras, das 16h às 19h.

Além de todas as ações de formação, o projeto vai promover uma conversa entre a classe artística e a novo coordenador da Funarte MG, Maurício Canguçu. Também serão realizados saraus e mostras de trabalho a partir destas oficinas e de outros projetos da instituição.

Inscrições (clique aqui): até 27 de setembro

Sobre as oficinas e os professores:–
 Iniciação ao Circo (15 vagas por turma)
Com Euler Batista da Silva
De 6 de outubro a 8 de dezembro (10 aulas) – aos domingos
Turma I: 6 anos a 9 anos – das 14h às 15h30
Turma II:  10 anos a 14 anos – das 15h30 às 17h
Público-alvo: crianças entre 6 e 14 anos

Euler Batista atua há 20 anos como artista e professor. Iniciou na ONG Circo de Todo Mundo, possui habilidades de montagens de equipamentos, manutenção e confecção de materiais circenses. Como professor, domina as técnicas de acrobacias, malabares, equilibrismo e o básico do aéreo. Como artista, é acrobata, malabarista e equilibrista. Já participou de inúmeros espetáculos nacionais e internacionais. É graduando em Administração de Empresas e professor de Técnica Circense.  

– Danças urbanas (30 vagas)
Com Eduardo Vinícius Moreira
De 8 de outubro a 19 de novembro (10 aulas) – segundas e terças-feiras
Horário: das 14h às 17h
Público-alvo: Jovens a partir de 13 anos (com ou sem experiência em dança)

Eduardo Moreira (Dudu Sorriso) é dançarino, coreógrafo e professor, integra grupos e coletivos de dança, como o Favelinha Dance, Lendários do Passinho e Cia. Fissura. Possui formação em hip-hop, contemporâneo, wacking, vogue, popping, afrohouse, funk e clássico. Por sete vezes, conquistou o primeiro lugar na Disputa Nervosa Passinho (Funk 2017/2018), edições Belo Horizonte, Ouro Preto, MECA Inhotim, entre outras. Foi premiado nas modalidades Danças Urbanas e Estilos Livres do Festival de Dança de Nova Lima (2015/ 2016) e no Festival Internacional de Dança de Joinville (2013). Participa como dançarino nos espetáculos “Tubarão Martelo” e “Engolir Seco” do Favelinha Dance que, em 2019, circulou no Rio de Janeiro.

É CEO do Projeto Híbrido de Danças Urbanas destinado a jovens de periferia. Ministra workshop de dança na capital mineira em diferentes modalidades e vem se apresentando em palcos de grandes eventos como o Festival Sarará (2017/2018/2019), lançamento da Liniker (2019), entre outros. Atua em filmes publicitários nacionais; em dezembro de 2019, fará a sua estreia internacional, apresentando-se e ministrando cursos em Londres, Bristol(UK) e Paris(FR). 

– Iniciação ao Canto (15 vagas)
Com Khadhu Capanema

De 8 de outubro a 10 de dezembro (10 aulas) – terças-feiras
Horário: das 19h às 22h
Público-alvo: cantores amadores ou aspirantes com idade entre 16 e 64 anos

Khadhu Capanema é bacharel em Música, formado pela Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, possui uma extensa carreira musical como cantor, compositor e instrumentista. Estudou canto com a professora Meire Armendani e, posteriormente, com Eliane Fajioli. Atua como professor particular de canto e violão desde 2002. É fundador da banda Cartoon em 1995, na qual atua como  compositor, arranjador, vocalista e baixista, além de tocar gaita, violão, esraj e sitar. Já se apresentou em grandes palcos pelo Brasil, ao lado de artistas como Alceu Valença, Ed Motta, Jota Quest, Os Mutantes e Nando Reis, entre outros. No exterior, já se apresentou em países como Canadá, Inglaterra, Irlanda, França e Estados Unidos.

Membro fundador e principal cantor da Orquestra Mineira de Rock, Khadhu participa da Fractal Orchestra, do maestro Rodrigo Garcia; e também da Orquestra Ouro Preto, do maestro Rodrigo Toffolo. Além disso, desenvolve há mais de 25 anos um trabalho solo “acústico solo”, no qual apresenta um lado mais intimista de suas composições, além de tocar clássicos do rock, folk e blues nacional e internacional. Em seu show, explora todas as possibilidades e nuances de sua voz, conhecida por sua extensão e versatilidade. 

 Dança de Salão (20 vagas por turma)
Com Jomar Mesquita
De 8 de outubro a 10 de dezembro (10 aulas) – terças-feiras
Turma I – Bolero e Samba de Gafieira – das 14h às 15h30
Turma II – Forró e Salsa – das 15h30 às 17h
Público-alvo: Idosos, preferencialmente; e/ou adultos (iniciantes)

Jomar Mesquita é professor, coreógrafo e bailarino, diretor da Mimulus Escola de Dança (desde 1990) e da Associação Cultural Mimulus (desde 2000), onde desenvolveu uma linguagem própria e inovadora com as danças a dois.
Seus espetáculos junto à Mimulus Cia. de Dança, de Belo Horizonte, já receberam inúmeras premiações e reconhecimento por parte da crítica especializada. No Brasil, já se apresentou em mais de 80 cidades, passando por quase todos os estados. No exterior, foram inúmeras turnês em países como Estados Unidos, Canadá, França, Holanda, Espanha, Inglaterra, Bélgica, Finlândia, Portugal, Itália, Argentina, Venezuela e Chile. Já coreografou para companhias como: São Paulo Companhia de Dança, Balé Teatro Castro Alves, Balé do Teatro Guaíra G2 Cia. de Dança, Bolshoi do Brasil, Sociedade Masculina, Companhia de Dança de Minas Gerais, Grupo Galpão, Studio 3, entre outras. Em 2017, seu trabalho foi tema de um dos episódios da série de documentários do canal Arte 1 – Coreografia, o Desenho da Dança no Brasil

Interpretação para a Câmera (15 vagas)
Com Cláudio Costa Val

De 8 de outubro a 10 de dezembro (10 aulas) – terças-feiras
Horário: das 16h às 19h
Público-alvo: Atores profissionais
Cláudio Costa Val é diretor, roteirista, ator, montador, produtor e professor de cinema. Mestre em Comunicação Audiovisual – Televisão na Universidade Internacional de Andaluzia (Huelva, Espanha). É graduado em Administração de Empresas. Formou-se como ator no Teatro Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

Fundador, diretor e professor da Escola Livre de Cinema, onde ministra os módulos Roteiro para Cinema, Direção Cinematográfica e Produção Experimental, desde 2003. Lecionou Literatura Dramática e Teoria Teatral no Curso Profissionalizante de Teatro do CEFAR – Palácio das Artes (2005 a 2013) e  Produção Especializada III – Cinema, TV e Vídeo, na pós-graduação em Produção e Crítica Cultural, IEC, PUC/MG.
Roteirizou e dirigiu diversos videoclipes, curtas e médias-metragens, além de dois longas-metragens, Quadrilátero (ficção, 2019) e Retalhos do Taquaril (documentário, 2010), e duas séries de ficção: Horla (2017), em sete episódios, para web/tv e The Very Best Fantastic Short Films. Atuou em dezenas de filmes, entre curtas, médias e longas.  

Serviço
Programa Funarte Aberta 2019 – Funarte MG 
Inscrições (clique aqui): até 27 de setembro
Oficinas gratuitas – outubro a dezembro de 2019

Bate-papo com Maurício Canguçu na Funarte
9 de outubro – quarta-feira, às 19h
Aberto a todos os interessados. Sujeito à lotação.

Funarte MG
Rua Januária, 68 – Centro – Belo Horizonte (MG)
Telefone: (31) 3213 3084

Anúncios