Instituto Hahaha: tratamento à base do bom humor - Santa Tereza Tem
Logo

Instituto Hahaha: tratamento à base do bom humor

Instituto Hahaha: tratamento à base do bom humor para crianças hospitalizadas

Letícia Assis

Cuidar da saúde é algo que requer esforço e disciplina. Quando esse cuidado acontece dentro de um hospital, ficamos sujeitos a uma série de protocolos desgastantes, tratamentos invasivos que nos deixam ainda mais vulneráveis. Se é difícil para nós, adultos, imagine quando se é criança. Por isso, nada melhor para os pequenos pacientes do que acrescentar a esses tratamentos boas doses de risadas e pílulas de alegria. Esse é o objetivo do Instituto Hahaha, que há cinco anos torna a rotina dessas crianças mais leve e descontraída.

Pílulas de alegria fazem parte do tratamento

O Instituto  é uma Ong Cultural sem fins lucrativos, com sede em Santa Tereza. Foi criada para levar alegria para os ambientes e contribuir com a recuperação de crianças e adolescentes nos leitos hospitalares, por meio da visita de palhaços. Eles fingem que são médicos e conseguem encher de risadas o clima triste dos hospitais.

A Ong, que atua em BH desde 2012, nasceu dentro da organização Doutores da Alegria, que exerce a mesma atividade em São Paulo. Gyuliana Duarte, coordenadora artística do Instituto, explica que “antes eram os Doutores da unidade Pão de Queijo (MG), aberta em 2007. Em 2012, os Doutores da alegria encerraram suas atividades aqui, nascendo então o Hahaha”.

Hoje, o Instituto está instalado, em Santa Tereza, no antigo Teatro Ideal, localizado na Rua Estrela do Sul. A mudança para o Teatro decorreu de um processo de abre e fecha as portas, quando ficou peregrinando por diversos espaços alugados para realizar os ensaios, até finalmente  se firmarem em Santa Tereza. “Assim que fechou o  espaço físico dos Doutores, a gente foi para uma salinha no centro, na Rua dos Goitacazes, onde funcionava só o escritório, e alugávamos espaços para os ensaios. Começamos a alugar o Ideal no final de 2013 e fomos ajudando a cuidar do espaço. Até que fizemos essa parceria e virou a nossa sede em parceria com o Ideal no inicio do ano passado”, conta Gyuliana.

Os palhaços do Hahaha em cortejo por Santa Tereza

Atualmente os palhaços atuam nos Hospital Santa Casa, Hospital das Clínicas, Hospital da Baleia, Hospital Infantil João Paulo II e Hospital João XXIII.

Sobre o trabalho

Gyuliana esclarece que o trabalho é gratuito para os hospitais e mantido pelas leis estaduais e federais de incentivo à cultura, por meio de patrocínios e doações de pessoas físicas. “Com patrocínio conseguimos sustentar o trabalho dentro dos hospitais. O grupo é formado por  artistas profissionais, que têm experiência na linguagem do palhaço”. O Instituto também oferece oficinas sobre a arte do palhaço, espetáculos, palestras motivacionais, intervenções artísticas e o programa Riso 9000, para descontrair o clima dentro das empresas. Tudo isso para manter firme e forte sua atividade principal, de visita às unidades pediátricas dos hospitais. Para contratar o trabalho do Hahaha entre em contato pelo número  (31) 3889 9643 ou pelo e-mail contato@institutohahaha.org.br

Ellen Couto, coordenadora administrativa da organização, conta que o custo para manter os palhaços nos hospitais durante a semana é muito alto, já que eles são autônomos e recebem por diária, fora os dias de ensaio e treinamento. “Estamos correndo atrás de mais recursos. Ano passado começamos a campanha de captação de pessoa física, o Mais HAHAHA, e vamos dar continuidade a ela. O que temos hoje  não dá para sobreviver até o final do ano.”

A preocupação dos palhaços vai além de descontrair as crianças. Eles dão importância a cada detalhe que é necessário dentro de um hospital, como a higienização adequada antes dos jogos, cuidam para não perturbar e nem exaltar aqueles que precisam de descanso.  E assim vão construindo histórias e conquistando sorrisos.

Agora, o Instituto  busca de aumentar sua visibilidade para ganhar maior apoio da população e das instituições de BH. Recentemente,  multiplicaram sas curtidas na fan page do Facebook, que de  cinco mil foram para 80 mil, graças ao vídeo de uma apresentação do Bloco Hahaha, durante os carnaval, em um dos hospitais. Gravado por alguém do corpo clínico  o vídeo  espalhou pelo whatsapp e pelo Facebook.  (Clique aqui  para ver o vídeo).

Saiba mais sobre o  Instituto Hahaha, curtindo sua página no Facebook e acessanto o site.  Um trabalho capaz de curar por meio dos sentimentos de alegria e felicidade segundo estudos realizados pelo próprio Instituto. Os estudos confirmaram que 92% das crianças apresentam evidências clínicas de melhoras, se alimentam melhor, ficammais dispostas e lidam mais facilmente com sua estada nos hospitais, comprovando que rir é o melhor remédio.

Anúncios