Inusitado em Santé: Churrasbruxas - Santa Tereza Tem
Logo

Inusitado em Santé: Churrasbruxas

churrasbunda grupo int

Quem passou pela Praça Ernesto Tassini, antiga Praça dos Pescadores, encostada no Bar do Orlando, no final da tarde de quinta-feira, 30, deparou com um grupo de bruxas ao redor de uma mesa, em uma tenda, toda decorada com motivos “bruxisticos”. Abóboras em forma de cabeça, vassoura, fantasminhas, caldeirões e outros apetrechos. Ao lado uma churrasqueira fumegando, o cheiro da carne sendo assada e o som de um samba esperto, com as bruxas conversando e se divertindo. É o Churrasbruxa, um evento temático do Churrasbunda.

churrasbunda regina e virnaMas o que é o Churrasbunda? Segundo Virna Ziviane, presidente do grupo, dentista e pandeirista da banda de samba Toca e Borda, é a reunião de amigas, que acontece desde 2004, de dois em dois meses, em Santa Tereza, para simplesmente se divertirem e colocarem a prosa em dia. “Começou como uma brincadeira para reunir as amigas de uma forma diferente. No início eram apenas sete, mas uma convida outra, que chama outra e, atualmente, gira em torno de 15 a 20 em cada encontro. Ficou com o nome de Churrasbunda, porque fazer churrasco, em plena quinta-feira, as 15 e 30 da tarde, é coisa de gente vagabunda mesmo,” explica Virna.

Mas de vagabundo não tem nada, é só uma folga das atividades profissionais. Todas trabalham como comerciantes, professoras, dentistas, cuidadora de idosos e donas de casa, fora as que já se aposentaram.

A vice-presidente do Clube das Churrasbundas é a aposentada e mãe de Virna, Regina Ziviane. Elas são da família Ziviane, que imigrou da Itália para Belo Horizonte, na época da construção da cidade e se instalou na região onde hoje é Santa Tereza. E, assim, como todo grupo têm paixão por Santa Tereza, onde moram desde sempre. E como diz Virna, “é essa Santa Tereza que queremos do jeito que é. Sem grandes mudanças, pois é preciso preservar nossa qualidade de vida”.

 churrasbubda kryolaA carne e os apetrechos são comprados e o valor dividido entre elas. O churrasco é feito na hora, comandado por Virna,  na churrasqueira emprestada pelo Orlando do Bar do Orlando. E a farofa da Kryola, essa não pode faltar. Virna lembra que, assim como a farofa, não pode faltar a cerveja, que é fornecida pelo Bar do Orlando. A festa começa sempre às 15h30 e não tem hora de acabar. 

As “meninas” de várias idades contam que as pessoas passam, olham, uns fazem comentários maliciosos, outros acham graça e, por várias vezes, alguns homens se achegam, querendo participar. Mas não é permitido, pois é assim como o Clube da Luluzinha, só entra mulher.

Desde o início deste ano, Virna conta que os encontros passaram a ser temáticos, de acordo com a época. Já fizeram o Churraspáscoa, Churrascopa e agora, pela proximidade do Dia das Bruxas, o Churrasbruxa, com todas elas vestidas a caráter.

O Churrasbunda é daquelas coisas inusitadas, que acontecem em Santa Tereza!

Fotos: crédito Eliza Peixoto

Foto 1:  Kriolla Santiago, Flávia Montenegro, Norma, Virna Ziviane, Regina Ziviane (assentada), Elci Faustino e Adriana Vial

Foto 2: Regina e Virna Ziviani

Foto 3: Kryolla Santiago

Anúncios